Carro para PcD: melhor custo-benefício por faixa de preço…

Não existe um único carro melhor do que os outros, pois cada modelo atende a determinadas necessidades; mas separei os que entregam mais pelo valor pedido

Apesar de continuar afirmando que não existe um único carro melhor do que os outros, eventualmente voltam a me perguntar qual o melhor carro para PcD em determinada faixa de preço.

Mesmo explicando que cada modelo atende a determinadas necessidades e que depende ainda do perfil do comprador, insistem na pergunta, já que conheço todos os modelos com câmbio automático (ou automatizado) que atendem ao público PcD abaixo do limite de isenção de ICMS de R$ 70 mil, e já testei quase todos.

Paralelo a isso, o trabalho que fiz relacionando as principais características de todos os modelos, dividindo-os por segmento e por faixa de valor, permitiu-me identificar dentre todos eles, aqueles que, frente a sua concorrência direta, com características semelhantes, são os mais completos, e entregam mais pelo valor pedido. Ou seja, comparando item a item, o melhor carro para PcD com o melhor custo-benefício em seu segmento e sua faixa de preço.

Dividi as planilhas nos segmentos hacthes compactos, sedãs compactos e SUVs compactos (saudades do tempo em que havia modelos médios para PcD…). E dentro destes segmentos, separei-os por faixa de valor, exceto os SUVs, pois hoje são apenas nove modelos que se encaixam no limite.

O segmento de sedãs tem 19 modelos no mercado, porém há dois deles com valores muito próximos e um deles oferece muito mais itens, o Prisma Advantage e o Prisma LT, este último mais vantajoso. Portanto considerei 18, e separei em dois grupos de nove.

Já no segmento de hatches compactos, são 28 modelos ao todo – foram divididos em três grupos por faixa de preço, de R$ 36 mil a R$ 46 mil, de R$ 46 mil a R$ 50 mil e de R$ 50 mil a R$ 55 mil com as isenções.

Importante observar que não basta comparar todos os itens presentes nos veículos para apontar o que tem mais itens do que os outros e concluir qual o melhor carro para PcD. É preciso elencar os itens que são de fato importantes e trazem um diferencial ao veículo frente aos seus concorrentes diretos.

Por isto, separo meus comparativos do melhor carro para PcD por faixa de preço em Custo, Ficha Técnica, Segurança, Conforto, Tecnologia e Estética. E é com base nesta ordem que escolhi os modelos deste artigo. Sei que não é a ordem de importância para todos, mas acredito que seja para a maioria.

Na verdade, segurança deveria ser sempre o primeiro quesito a ser observado na hora de comprar um carro. Afinal, se acontece um acidente, a multimídia não vai salvar sua vida. Dois airbags a mais ou controle de estabilidade podem salvar.

Enfim, considerando os grupos citados, separando os veículos por segmento e faixa de valor, encontrei os modelos que mais entregam pelo valor pedido. E os citarei a seguir, justificando a escolha.

Melhor SUV compacto para PcD até R$ 55 mil: Jeep Renegade 1.8 AT

jeep renegade pcd foto alessandro fernandes
Foto Alessandro Fernandes | Divulgação

Não é surpresa para ninguém que acompanha o mercado de veículos para pessoas com deficiência que o Renegade é o melhor carro para PcD. Tem o motor mais forte, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, freio a disco nas quatro rodas, direção elétrica, volante multifuncional, piloto automático e rodas de liga de 16 polegadas.

Além disso, o Renegade PcD tem descanso de braço, computador de bordo, e é o único da categoria que oferece freio de mão eletromecânico. Peca no consumo, no porta malas e no peso-potência, mas quem estiver disposto a pagar por isso, terá um carro mais completo, ainda mais neste segmento, em que os veículos tem vindo cada vez mais pelados.

Melhor sedã compacto PcD entre R$ 45 mil e R$ 50 mil: Fiat Cronos Drive 1.3 GSR

fiat cronos drive gsr 2
Foto Fiat | Divulgação

O Cronos Drive 1.3 GSR é o sedã mais completo e melhor carro para PcD nesta faixa de preço. Antes que venham falar que o câmbio dele é o pior por ser automatizado, venho lembrar que o critério aqui é custo-benefício, e comparando aos concorrentes diretos, o Cronos é o que tem mais a oferecer.

Tem controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, start-stop, piloto automático, direção elétrica, multimídia de 7″ com Android Auto e Apple Car Play, tem porta malas maior que a média e um excelente consumo.

O grande pecado do Cronos Drive 1.3 GSR é mesmo o câmbio automatizado, mas com tantos pontos positivos, por um preço próximo ao limite inferior, pode valer a pena pelo conforto que oferece.

Melhor sedã compacto entre R$ 50 mil e R$ 55 mil: Chery Arrizo 5 RX

Carro para PcD:: caoa chery arrizo 5
Foto Caoa Chery | Divulgação

O Chery Arrizo 5 RX 1.5 CVT é segundo lançamento da Chery nesta nova gestão da Caoa chegou ao mercado com um pacote extremamente atraente por um preço bem competitivo. O conjunto mecânico é moderno, aliando um motor 1.5 turbo com 150 cv a uma transmissão automática tipo CVT, o que lhe rende o segundo melhor peso-potência nesta faixa, abaixo de 9 kg/cv.

Tem o maior entre eixos da categoria, com 2,65 m, o que garante bastante espaço interno. Em segurança se destaca por vir com freio a disco nas quatro rodas e ter controle de estabilidade e tração. Além disso, vem com piloto automático, assistente de partida em rampa, direção elétrica, volante multifuncional e multimídia de 7” com Android Auto e Apple Car Play. E é o único nesta faixa que oferece chave presencial, com partida por botão.

O Arrizo 5 só manda mal no consumo, pior desta faixa de preço, e no porta malas, que além de ser o menor, tem a tampa estreita.

Hatch compacto entre R$ 36 mil e R$ 46 mil: Peugeot 208 Active Pack 1.6 AT

Carro para PcD:: Peugeot 208
Foto Peugeot | Divulgação

Entre os modelos mais baratos do Brasil com câmbio automático, o 208 se destaca por ter um bom conjunto mecânico, aliando o motor 1.6 de 118 cv ao câmbio automático de seis velocidades, ter o maior entre eixos, de 2,54 m, e o maior porta malas desta faixa, com 285 litros, além de um bom pacote de equipamentos.

O Peugeot 208 PcD Vem com piloto automático, direção elétrica, volante multifuncional, sensor de estacionamento e mídia de 7” com Android Auto e Apple Car Play. Manda mal em segurança por não trazer controle de estabilidade e tração e seu consumo é o pior desta faixa, mas por ter o maior desconto percentual entre todos os modelos para PCD, de mais de 30%, leva.

Hatch compacto entre R$ 46 mil e R$ 50 mil: Ford Ka Freestyle 1.5 AT

Carro para PcD: Ford Ka Freestyle 1.5
Foto Alexandre Carneiro | AutoPapo

Na faixa intermediária dos hatches compactos, o Ka Freestyle leva por ter o melhor conjunto mecânico graças ao competente motor 1.5 que gera impressionantes 136 cv, número superior aos concorrentes diretos com litragem 1.6. Isto lhe garante também o melhor peso/potência, fazendo dele um carro esperto no trânsito e na estrada. Vem com piloto automático, direção elétrica, volante multifuncional, sensor de estacionamento e a elogiada mídia de 7” com Android Auto e Apple Car Play.

Outro destaque do Ka Freestyle é a segurança, por ter seis airbags e controle de estabilidade e tração. Quando foi lançado foi muito criticado pelo seu preço de quase 70 mil reais, mas com isenção de impostos, o preço não assusta tanto. De pontos negativos tem o consumo, que não é dos melhores, e o porta malas, que é o menor da categoria.

Melhor hatch compacto para PcD entre R$ 50 mil e R$ 55 mil:  Polo Sense TSI AT

volkswagen polo virtus sense pcd at1 Controle eletrônico de estabilidade
Foto Volkswagen | Divulgação

O primeiro destaque do Polo Sense é a segurança, pois é o único nesta faixa de preços que ostenta 5 estrelas para adultos e para crianças no Latin NCAP. Tem quatro airbags, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, direção elétrica, volante multifuncional, mídia de 7” com Android Auto e Apple Car Play e computador de bordo.

Ganha em espaço interno, por ter o maior entre-eixos, e no porta malas, que além de estar no maior volume deste comparativo, cabe uma cadeira sem as rodas assentada no fundo. E ainda conta com o excelente motor 1.0 turbo, ou como preferem chamar, 200 TSI, com 128 cv e um bom consumo. De negativo, tem a falta do piloto automático e do start stop, e suas rodas que são de aço com calotas.

O Sandero e o Logan com câmbio CVT não entraram nesta lista por terem sido lançados neste mês e ainda não tive oportunidade de testá-los.

Principal quesito

Enfim, estas foram minhas escolhas baseado nas planilhas comparativas que elaborei e nos test drives que fiz nos carros para PcD. Sei que custo-benefício não é o único quesito utilizado na hora de comprar um veículo zero-quilômetro, mas, para muitas pessoas, é o principal deles.

Fonte: https://autopapo.com.br/noticia/carro-para-pcd-melhor-custo-beneficio-faixa-de-preco/