Chip instalado no smatphone permite abrir as portas do veículo.

Há quem diga que o automóvel, hoje, é um smartphone sobre rodas. Apesar do exagero, vem aumentando o campo de atuação do telefone celular em várias funções dos carros. A chave, por exemplo, poderá virar peça de museu.

Isso porque o grupo Car Connectivity Consortium, que reúne fabricantes de automóveis e empresas de tecnologia, dá uma demonstração de que a chave digital é cada vez mais real e não será privilégio dos modelos mais caros.

A Car Connectivity pretende criar uma arquitetura de alta escala, a ponto de reduzir custos e implantar a chave digital em massa. A tecnologia usa o sistema chamado Near Field Communication (NFC) e adota um chip especialmente desenvolvido para o smartphone.

chip instalado no smartphone atua de forma independente do dispositivo. E tem mais: mesmo que o celular esteja com a bateria descarregada, a chave digital consegue as portas, sempre permitindo o acesso ao veículo.

O consórcio tem, atualmente, montadoras como BMW, General Motors, Honda, Hyundai, Jaguar Land Rover, Mercedes-Benz, PSA, Renault, Suzuki, Toyota, Volkswagen e Volvo, além de gigantes da tecnologia como Apple, Google, HTC, LG, Panasonic, Qualcomm e Samsung.

As empresas estão trabalhando rápido na direção da tecnologia 3.0 de chave digital. Ela combina Bluetooth de baixa energia com banda ultralarga para dispositivos pessoais, o que possibilita abrir o carro sem precisar aproximar o smartphone em alguma parte do veículo, como ainda exige a chave digital baseada no padrão NFC. Dessa forma, basta deixar o celular no bolso, como acontece hoje com as chaves presenciais.

Foto

Crédito – Divulgação

Fonte: https://revista.autoline.com.br/tecnologia-celular-vira-chave-digital/