Lâmpadas de farol: confira mitos e verdades sobre o componente

Esclarecemos 10 dúvidas com relação ao componente, desde a hora da troca, passando sobre os tipos de lâmpada até a lei do farol baixo

Na hora de substituir as lâmpadas de farol do carro, você já parou para pensar se a troca deve ser feita em pares? Ou se é indicado usar um modelo diferente do original de fábrica? São diversas as dúvidas sobre a iluminação automotiva. Pensando nisso, a Philips Automotiva respondeu a algumas perguntas sobre iluminação automotiva. Confira:

lampadas-de-farol-do-carro-iluminacao-automotiva Lâmpadas de farol: confira mitos e verdades sobre o componente

1. Lâmpadas de farol podem ser diferentes das originais?

Verdade. Se forem respeitados os formatos originais de fábrica, é possível adotar outros tipos de lâmpadas nos faróis. É o caso de trocar as comuns por halógenas inovativas, que têm desempenho melhor como luz mais branca, mais estilo, mais luz para que o motorista enxergue melhor e maior durabilidade. Outra possibilidade é adotar as de LED, com tecnologia diferente, mas de maior qualidade.

2. Posso usar o farol baixo para iluminação diurna?

Verdade. Para os carros que não possuem luz de rodagem diurna (DRL) deve-se usar o farol baixo em estradas durante o dia para cumprir a lei. Veículos equipados com DRL, no entanto, devem usá-la, pois sua emissão de luz é diferente do farol baixo, pois projeta iluminação para cima, na altura dos olhos dos pedestres e outros motoristas, para que o carro seja visto.

3. Lâmpadas de faróis devem ser trocadas em pares?

Verdade. Se uma das lâmpadas de farol queima, isso significa que a outra já está no fim de sua vida útil, por isso, a troca deve ser feita em pares. Outro ponto é que elas perdem a luminosidade com o tempo e caso seja feita a troca de apenas uma, a iluminação ficará diferente em cada lado do carro.

4. Lâmpadas comuns se desgastam com o tempo?

Verdade. O desgaste natural das lâmpadas halógenas altera a luminosidade que elas emitem e por isso é recomendado fazer uma troca preventiva a cada dois anos. No caso da tecnologia LED, não há desgaste e sua performance é a mesma durante toda sua vida útil, que é de mais de oito anos.

5. Lâmpada original de fábrica ilumina mais do que a superbranca?

Mito. As lâmpadas de farol superbrancas precisam atender normas internacionais e do Inmetro no Brasil, o que significa que elas possuem, no mínimo, o mesmo nível de iluminação das convencionais.

6. Outros motoristas podem ser ofuscados por lâmpadas de mais visibilidade?

Mito. A maior quantidade de luz emitida pela lâmpada não necessariamente causa ofuscamento, como as LED Philips. O que pode causar ofuscamento é o desalinhamento do farol, a geometria errada ou a má qualidade da lâmpada. Por isso é necessário estar em dia com a regulagem e usar produtos de boa qualidade e procedência.

7. Posso trocar as lâmpadas do farol em casa?

Verdade. A substituição das lâmpadas é um processo simples que pode ser feito pelo proprietário em casa, desde que ele consiga regular corretamente o direcionamento da luz. Em carros que precisam de desencaixe do farol ou lanterna, ou que tenham compartimentos de difícil acesso para a mudança, o recomendado é deixar o serviço a cargo de um especialista.

8. As lâmpadas de farol são todas iguais?

Mito. As lâmpadas de farol podem ser de vários tipos, como por exemplo H1, H4, H7; cada uma tem formato, tamanho e encaixe diferentes. Porém, até mesmo as lâmpadas de mesmo tipo podem ter diferentes benefícos, como: maior visibilidade, mais estilo ou durabilidade. Além disso, as lâmpadas variam muito entre as fabricantes, isso porque materiais, processos produtivos e tecnologias interferem diretamente na performance da lâmpada.

9. É preciso alinhar os faróis sempre que fizer a troca de uma lâmpada?

Verdade. Sempre que for feita uma substituição de lâmpada é importante verificar se o alinhamento dos faróis está correto. Isso garante que o facho de luz faça a iluminação certa e evita o ofuscamento, além de garantir melhor visibilidade.

10. Lâmpadas de LED são melhores do que as de xênon?

Verdade. O consumo de energia de lâmpadas de LED é menor do que as de xenon. Além disso, em geral elas possuem melhor performance com mais luz, duram mais e têm temperatura de cor maior, com luzes mais brancas. Com garantia de três anos para defeitos de fábrica e durabilidade de 8 anos, as lâmpadas de LED Philips para automóveis oferecem 160% mais luminosidade. Compactas, elas são mais fáceis de instalar em espaços pequenos, possuem design robusto e apresentam maior proteção contra agentes externos como poeira, jatos d’água e vibração.

Fonte: https://autopapo.com.br/noticia/lampadas-de-farol-mitos-verdades/