Veja como fazer a restauração do número do chassi na carroceria…

Veja também este video…
https://globoplay.globo.com/v/4036575/

Chassi danificado

Corrosão em motor ou chassi

Não é incomum encontrar nos editais dos leilões alguma observação quanto a motor ou chassi dos veículos que estão sendo leiloados. Geralmente essas observações se referem à ferrugem, corrosão ou oxidação de número de motor ou chassi, número de motor não cadastrado, número de motor trocado ou até mesmo veículo sem placa. Vou falar um pouco sobre cada situação, caso você encontre um veículo assim em algum leilão.

Chassi ou motor com pontos de oxidação/corrosão/ferrugem:
Tem sido bastante comum encontrar veículos com esse tipo de anotação e quer dizer que o veículo apresenta pontos de ferrugem na numeração do chassi na carroceria ou na numeração do motor no bloco. Eu já comprei vários carros com pontos de corrosão no chassi e consegui recuperar os chassis sem precisar remarcar. Esse trabalho pode ser feito por um funileiro ou alguém que tenha os produtos para limpar a ferrugem e depois passar um fundo de tinta sobre a numeração. Mas atenção, a numeração pode ser recuperada caso os números ainda estejam legíveis. Se já tiver apagado os números ou tiver furado o chassi, aí só mesmo a remarcação. Geralmente no edital fala “chassi corroído, remarcação por conta do arrematante” quando o caso é mais grave.

Número de motor não cadastrado:
É uma exigência legal que todos os motores estejam cadastrados na base BIN. Carros muito antigos que não são transferidos faz tempo, talvez precisem ter o número do motor cadastrado, caso isso ainda não tenha sido feito. Se o motor for original e a numeração bater com a numeração da montagem, é só fazer uma declaração que você se responsabiliza por assumir a origem legal daquele motor e pedir para o seu despachante cadastrar quando for fazer a transferência.
Outro aspecto é a questão do cadastramento do motor na base estadual. Cada estado tem um padrão para cadastrar em seu Detran o número do motor e por isso quando você transfere o carro de um estado para outro, talvez precise fazer esse cadastramento novamente. Os nossos parceiros Renato e Giuliano do site Lucrando com Leilões falam um pouco sobre isso. Clique aqui para ler.

Número do motor trocado:
Essa informação vem, pois o motor original pode ter fundido ou quebrado e a pessoa optou por comprar um outro motor e colocar no veículo sem se preocupar com a parte legal e burocrática da coisa. Geralmente essa anotação vem com a observação que será necessária a troca do bloco (partindo do principio que você não vai fazer o termo assumindo que o bloco que está lá é de origem legal, pois caso o bloco que esteja lá seja de um veículo roubado, você vai ter sérios problemas). Nesse caso recomendo que você compre um novo bloco e cadastre-o no seu veículo durante o processo de transferência, comprovando a origem legal daquele bloco com a nota fiscal de compra.

Veículo sem placas de identificação:
Se as placas tiverem sido arrancadas ou roubadas (geralmente acontece com veículos recuperados de furto/roubo) será preciso pedir a confecção de novas placas. Agora se houver a possibilidade de que a placa original do carro tenha sido roubada para ser usada em um carro clonado ou dublê, você vai precisar procurar a polícia e o Detran para pedir uma nova numeração de placas para o veículo. Assim você não teria problemas.

Fonte: GloboPlay
https://carroeleilao.com.br/corrosao-em-motor-ou-chassi/

Deixe uma resposta